quarta-feira, 22 de outubro de 2014

NOTA OFICIAL – ELEIÇÕES 2014

NOTA OFICIAL – ELEIÇÕES 2014

O FEDERALISTA, partido político em formação, na defesa inarredável da Liberdade, dos Direitos Civis e Naturais, nos quais se inclui o da Propriedade, da Ordem Institucional e pela Descentralização plena dos poderes, com a autonomia aos estados e municípios, diante da reta final das eleições presidenciais entre a atual Presidente Sra. Dilma Roussef, que pretende sua reeleição, e o Sr. Aécio Neves, que pretende a sua substituição, vem a público se pronunciar:

1.   Muitos brasileiros se preocupam com o descontrole da inflação, das mirabolantes ações cosméticas sobre o Orçamento e Caixa da União, com o crescimento do desemprego (cuja taxa permanece baixa, pois não inclui os dependentes do Bolsa Família) e com a desenfreada corrupção que tomou conta do País. A quebra da maior empresa do País – a Petrobrás – que passa a ser uma das mais endividadas do mundo, o anúncio de que a Dívida Externa do País pelo FMI é de US$ 750 bilhões, a escravização de médicos cubanos para financiar a família Castro, ditadores de Cuba, a associação da atual presidente com outros ditadores e apoio até a terroristas como os do autodenominado “Estado Islâmico”, o esforço em controlar a Imprensa e a Internet, o aumento exponencial do controle automatizado sobre o cidadão e as empresas, dentre incontáveis fatos absolutamente desabonadores e preocupantes estão conduzindo o País à uma condição nunca antes imaginada. Há forte preocupação também com o esgarçamento do tecido social do Brasil, com um barulho cada vez maior e ameaçador por parte de minorias organizadas e sustentadas com dinheiro público, além das cotas de todo tipo, dividindo a Sociedade toda entre si, promovendo rancores, ódios e ressentimentos até dentro das próprias famílias. O Decreto nº 8243/14 já em vigor, mas em discussão no Congresso, com o propósito de anular seus efeitos, se soma e comprova as reais intenções dos atuais governantes em relação ao futuro do Brasil, integrantes e fundadores que são, do Foro de São Paulo*, organização criada em 1990, por ditadores como Fidel Castro e até as FARCs, juntamente com todos os partidos de viés comunista e socialista do continente latino americano.
2.   Em razão das nossas premissas, destacadas no preâmbulo desta Nota, consideramos a conduta dos atuais governantes como risco potencial à manutenção das liberdades e democracia no Brasil. Posto isto, como meio de se evitar, por ora, o avanço de tais ameaças às nossas melhores tradições, o Federalista, por meio de sua Direção Nacional, ouvido o CCV – Conselho Consultivo e Viabilização do Registro do Partido Federalista - recomenda que o voto a um dos dois candidatos seja direcionado ao Sr. Aécio Neves, nº 45.
3.   Sabemos que o Sr. Aécio Neves respeitará a Constituição e não permitirá, como acreditamos, que tal Decreto continue a violar preceitos constitucionais, bem como, adotará posicionamentos diversos da atual administração, em consonância com a tradição democrática brasileira. Teremos tempo, presumivelmente, para concluirmos os procedimentos de organização e registro do Federalista como partido político, reforçando o nosso objetivo pela Refundação do Brasil, único jeito de se conseguir um verdadeiro pacto nacional amplo pela tão acalentadas reformas estruturais no plano da Federação. 

Brasília, DF, 21 de Outubro de 2014.

Partido Federalista
Thomas Korontai
Presidente Nacional
www.federalista.org.br

·         Foro de São Paulo: http://pt.wikipedia.org/wiki/Foro_de_S%C3%A3o_Paulo



Thomas Korontai, fundador do Movimento Federalista no Brasil, declara, como cidadão, voto na candidatura de Aécio Neves e expõe duras razões que justificam seu ato.
00:06:27
Adicionado em 18/10/2014
546 exibições
video
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário